MORTE DE GCM CHEGA A UM ANO, SEM SOLUÇÃO